Livros sobre árvores para crianças – dicas de leitura

Conheça a lista de livros sobre árvores para crianças – dicas de leitura da Biblioteca Verde do Educando Tudo Muda.

Está comprovado a influência positiva da relação da criança com a natureza para a formação de um vínculo afetivo com a terra e atitudes pró-ambientais na vida adulta. E a literatura é uma via potente para estimular a curiosidade das crianças pela natureza.

Despertar o apreço pelo mundo vegetal e o mundo animal por meio da leitura e contação de histórias na infância, é cultivar o amor pela natureza. É formar cidadãos que verdadeiramente se importarão com a preservação do meio ambiente na vida adulta.

Livros que mostram e falam sobre as plantas, as árvores, as várias espécies animais, com certeza provocam um novo olhar para a natureza do entorno. Com eles as crianças poderão aprender como vivem os bichos e as plantas, e sentirem-se estimuladas a observar com maior atenção aquela teia de aranha num cantinho do quintal ou até mesmo aquele capinzinho que insiste em brotar entre as fendas das calçadas na cidade.

Muitos adultos, amantes da natureza, recordam-se de histórias sobre o mundo natural lidas na infância. Tais livros ajudam a formar uma visão de mundo sistêmica, de vida sustentável, que contribuem para a alfabetização ecológica das crianças.

Você se recorda de algum livro lido, quando criança, que tenha influenciado positivamente sua relação com o mundo vivo?

Muitos livros são lançados todos os anos, o que torna a escolha de uma boa publicação uma tarefa bem difícil. Pensando em facilitar a vida dos pais e dos professores, aqui está uma lista de livros que falam de árvores. Os quatro primeiros livros foram  lançados no primeiro semestre deste ano.

LIVROS SOBRE ÁRVORES PARA CRIANÇAS

1.A árvore em mim, ‎ Corinna Luken, Editora Pequena Zahar

Um delicado poema ilustrado que revela a força existente dentro de cada um de nós, convidando o leitor a olhar mais profundamente para a natureza do mundo e para a própria natureza.

Construído a partir de cenas de crianças se divertindo ao ar livre, A árvore em mim explora as várias maneiras como nós, seres humanos, somos fortes, criativos e conectados aos outros. A beleza e a graciosidade das ilustrações fazem com que os leitores queiram se transportar para dentro do livro e o estilo de escrita é simples e ritmado, com frases curtas que despertam os sentidos ao longo da leitura, muito apropriada para ser feita em voz alta.
O texto de Corinna Luyken acompanha o protagonista ao longo de uma jornada alegre de autodescoberta, autocompreensão e autoapreciação ao reconhecer que muitas das características das árvores também estão vivas dentro de nós. Há também um aceno visual para uma das descobertas científicas mais reveladoras e de mudança de paradigma em nossa vida ― a surpreendente teia micelial pela qual as árvores se comunicam no subsolo, uma descoberta que pode ser a metáfora mais adorável da natureza para a amizade e o afeto.
Um livro maravilhoso, filosófico e inspirador.

Indicação: a partir de 4 anos.

Sobre o Autor

CORINNA LUYKEN é uma autora e ilustradora norte-americana, cujo talento é reconhecido internacionalmente. Cresceu em diferentes cidades ao longo da Costa Oeste dos Estados Unidos e depois de estudar dança, escrita criativa e gravura no Middlebury College se estabeleceu em Washington, onde vive com seu marido, sua filha e dois gatos.

2.Árvores, Piotr Socha, WMF Martins Fontes

Trata-se de um livro enciclopédico infantojuvenil com conteúdo abrangente sobre as árvores de todo o mundo em todos os tempos.

Qual é a árvore mais alta do mundo? Desde quando existem as árvores e quanto tempo elas vivem? Existe um hotel construído em uma árvore? E o que podemos fazer para ter certeza de que as árvores sobreviverão para o futuro? Este livro responde   essas questões e a muitas outras – de maneira leve e perspicaz.

O autor perfaz a história das árvores desde os tempos antigos até os dias de hoje, examinando, ao longo do percurso, o papel que as árvores tiveram na história, na mitologia e em todo o mundo natural.

O livro é todo ilustrado, com textos informativos, e traz as árvores como ligação entre diversos elementos de vida, diversidade, evolução, construção e morte.

Sobre o Autor

Piotr Socha é designer gráfico, ilustrador e um dos cartunistas mais populares da Polônia, tendo contribuído com seus desenhos em diversos periódicos daquele país, além de assinar a coautoria dos livros Abelhas e Árvores.

Wojciech Grajkowski é um biólogo polonês que se dedica a escrever sobre natureza e ciência para crianças.

3.Debaixo das copas, Iris Volant, ‎ VR Editora

Sabe essa árvore de galhos fortes em que você acabou de subir? E aquela enorme do parque, com raízes saindo pela terra? E a da praia, que faz uma sombra perfeita? Cada uma delas tem uma história para contar. Pode estar conectada à sua trajetória pessoal e pode também fazer parte das histórias de um povo de algum lugar. Sejam protagonistas ou coadjuvantes, as árvores aparecem em contos, lendas e narrativas verídicas da humanidade. São sagradas, como a imensa samaúma da Amazônia, ou responsáveis por grandes saltos nas ciências, como a singela macieira de Isaac Newton, que, quase discretamente, fez o físico elaborar a teoria da gravidade. Gigantes ou pequenas, míticas ou provedoras, frondosas ou escassas em folhas, simbolizam universalmente a diversidade e a resistência. Debaixo das copas reúne árvores de todos os tipos e continentes. Você vai se encantar com as histórias que as cercam e as transformam em verdadeiros patrimônios culturais, além, é claro, de conhecer um pouco de suas características.

Sobre o Autor

Cynthia Alonso nasceu em Buenos Aires, na Argentina. Seu trabalho já foi reconhecido e premiado em diversos concursos e feiras, entre elas a Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha. Desde 2016, vive em Berlim, na Alemanha.

Indicação: a partir de 10 anos

4.Árvores geniais, Philip Butting,  ‎Brinque-Book

Elas se comunicam entre si, purificam o ar que respiramos, nos dão sombra, frutos e papel para escrever. As árvores são geniais! E este livro vai te contar por quê.

Mais um livro de Philip Bunting para todas as idades. Árvores geniais, com o humor característico do autor, traz informações curiosas e surpreendentes sobre nossas amigas folhudas. Além de explicar a fotossíntese de modo claro e acessível, o livro ressalta a importância das plantas em nosso dia a dia ― principalmente nessa função vital que é a respiração ― e ainda nos revela a existência de uma admirável rede de conexões formada pelas árvores para cooperarem entre si. Ao apresentar esses e outros de seus aspectos extraordinários, a obra demonstra sua importância e procura despertar em nós, leitores e habitantes do planeta Terra, a consciência e responsabilidade ambientais.

Árvores geniais foi eleito um dos melhores livros infantis do ano de 2022 pelo Children’s Book Council da Austrália.

Indicação: a partir de 6 anos.

Sobre o Autor

PHILIP BUNTING cresceu na Inglaterra, mas mudou-se para a Austrália com pouco mais de vinte anos. O autor e ilustrador publicou seu primeiro livro em 2017. Hoje, ele tem obras traduzidas para diversos idiomas e publicadas em mais de 30 países. Muitas delas receberam premiações de instituições do livro, como a Kate Greenaway Medal, da Inglaterra, e o Children’s Book Council, da Austrália.

5. A árvore das lembranças, Britta Teckentrup, Editora Rovelle

A raposa levou uma vida longa e feliz na floresta. Mas quando sentiu-se muito, muito cansada, entendeu que era hora de partir. Tristes, seus amigos da floaresta reúnem-se em volta dela para relembrar os momentos felizes que viveram juntos. Mas uma agradável surpresa irá aquecer o coração de cada um deles e transformar a dor da saudade em um alegre farfalhar de folhas ao vento. Um livro delicado e tocante, que celebra a vida e nos ajuda a resgatar as doces lembranças daqueles que amamos. Uma história para falar sobre a saudade e a ausência de pessoas queridas com as crianças.

Indicação: 2 – 5 anos

Sobre o Autor

Britta Teckentrup é ilustradora, artista plástica e escritora. Nasceu em Hamburgo, na Alemanha, e estudou no St. Martin’s College e no Royal College of Art, em Londres. Já publicou mais de quarenta livros, que foram traduzidos para vinte idiomas, e participou de exposições de arte no mundo inteiro. Mora e trabalha em Berlim com o marido, também artista, e o filho.

6.As árvores do Brasil, lalau e Laurabeatriz, Editora Peirópolis

Árvores do Brasil apresenta algumas das árvores mais importantes do nosso país. É uma homenagem a essas verdadeiras maravilhas da natureza que nos dão sombra e frutas, evitam que a erosão acabe com nossos rios, oferecem abrigo e alimento aos bichos e passarinhos, ajudam a retirar poluentes do ar que respiramos e deixam a vida mais bonita e florida. Lançado em 2011, no Ano Internacional da Floresta, o livro é um grande e colorido desfile de quinze espécies de árvores, três de cada bioma brasileiro: pau-brasil, araucária, jequitibá, ipê-do cerrado, buriti, jatobá-do-cerrado, juazeiro, mulungu, umbuzeiro, ipê-roxo, jenipapo, pau-formiga, castanheira-do-pará, piquiá e mogno.Cada árvore ganhou um poema, uma ilustração e a companhia de um bicho que mantém alguma relação de vida com ela: alimenta-se das frutas e folhas, procura abrigo, ajuda a espalhar sementes ou caça insetos que vivem nos troncos.No final, o livro traz nomes científicos e textos sobre a altura que podem atingir, principais características e usos das madeiras, como os frutos são consumidos pelo homem, problemas que enfrentam na natureza e outras informações.

Indicação: 5 – 8 anos

Sobre os autores: paulistano Lázaro Simões Neto, mais conhecido como Lalau, e a carioca radicada em São Paulo Laura Beatriz de Oliveira Leite de Almeida, a Laurabeatriz, estão sempre pesquisando novos bichos para virarem poemas e desenhos

7.A árvore do Beto, Ruth Rocha, Editora Salamandra

Beto era amigo de todo mundo lá na rua do Catapimba, do Caloca, do Armandinho. E não só: também era amigo do padeiro, do sapateiro, do senhor do carrinho de pipocas. Mas no Natal era sempre a mesma coisa: o pai do Beto não tinha dinheiro para comprar uma árvore para a família. Isso deixava o Beto muito, muito triste. Então ele resolveu plantar uma muda de árvore e cuidar dela. Todo ele ia até o terreno regar a mudinha, que cresceu e ficou linda. Em dezembro, chegou a hora de levar a árvore para casa. Mas como? Ele ia cortar, serrar, matar aquele ser de que ele cuidou com tanto carinho? o que fazer? Só ele po decidir. Este é mais um volume da série a Turma da Nossa Rua, em que a Ruth Rocha narra sempre uma história que poderia ter acontecido logo ali virando a esquina da nossa casa, mostrando as dificuldades e as belezas da nossa vida (nada) comum.

Indicação: ‎ 9 – 12 anos

8.Uma árvore, Rodrigo Mattioli, Editora Gato Leitor

Alina resolveu plantar uma árvore. Sua atitude desencadeou uma série de mudanças. Da árvore cresceu um galho. No galho passarinhos construíram seu ninho. No ninho surgiram 3 ovinhos. E se a menina não tivesse plantado a árvore? Pequenas atitudes transformam o mundo. Uma história de fé, pois todo aquele que planta, tem que acreditar no poder da semente. E se cada criança tivesse a mesma atitude de Alina?

Indicação: a partir de 3 anos

Sobre o Autor

Rodrigo Mattioli nasceu em Brasília, em 1982. Formou-se em Comunicação Social pela Universidade de Brasília (UnB) em 2006 e, desde então, trabalha com imagem e comunicação nos mais diversos tipos de mídia. Atualmente dedica-se a escrever e ilustrar livros infantis. Em 2018, foi selecionado no concurso internacional Key Colours para ilustradores de livros infantis e, em 2019, foi vencedor do prêmio Apila Primera Impresión na Espanha com o livro “Un árbol”.

9.O livro das árvores, Jussara Gomes Gruber, Global Editora

O livro das árvores é fruto do trabalho realizado pela Organização Geral dos Professores Ticuna Bilíngues. Criada em 1986, faz parte do programa de formação de professores indígenas, no Amazonas. O livro é o registro da intensa relação dos Ticuna com a terra, com a floresta e com as árvores. A floresta é a maior riqueza que deixaremos para os nossos filhos. Representa, também, um registro valiosíssimo das várias espécies da flora e da fauna, dos rituais, crenças e lendas, da organização social, dos valores e costumes desse grupo indígena, atualmente o mais numeroso do país, com aproximadamente 32.000 pessoas em suas 100 aldeias. Os desenhos, marcados por traços fortes e cores vivas, foram elaborados individualmente, enquanto os textos foram criados de forma coletiva pelo grupo. Através desses muitos narradores que contam com palavras e imagens a sua verdadeira História, não só a criança, mas também o adulto precisaria ler para conhecer melhor uma parte importante da cultura de seu país.

Além de muito lindo o livro, com pinturas produzidas por indígenas brasileiros, este também conta várias lendas que retratam a cultura desses povos contribuindo para o enriquecimento de nossa cultura.

Idade de leitura ‏ : ‎ 9 – 12 anos

10. A árvore magnífica, por Nick Bland (Autor), Stephen Michael King (Ilustrador)

Quando pai e filha se juntam, surgem ideias para muitas coisas. As ideias de papai são grandes e corajosas e as de Bia são simples e bem pensadas. Os dois amam os passarinhos e decidem construir algo para atrair os pássaros e conviver mais com eles. Juntos vão colocando em ação suas ideias desde o verão, atravessando o outono e inverno, até a chegada da primavera quando enfim uma revoada de pássaros pousa sobre o projeto construído por papai e em seguida sobre o projeto cultivado pela Bia. Que tal conhecer e acompanhar o trabalho dos dois?

Indicação: 3 – 5 anos

Sobre o autor: NICK BLAND nasceu em Victoria, na Austrália, em 1973. Filho de um artista e de uma professora de educação infantil, ele passou a infância subindo em árvores e fazendo travessuras no estúdio de seu pai. Agora vive em Darwin, onde trabalha em tempo integral como ilustrador e autor.

11.Era uma vez uma semente, Judith Anderson (autora), Mike Gordon (ilustrador) – Editora Spicione

Como pode uma semente se tornar uma planta que formará novas sementes? Uma menininha muito esperta, acompanha o processo de transformação das plantas ao lado do seu querido avô. Juntos eles observam o germinar da semente, seu crescimento, o que ela precisa para se desenvolver e muito mais.

Indicação: 6 – 8 anos

12.A árvore generosa, Shel Silverstein, Editora Companhia das Letrinhas

Uma história sobre a amizade entre um menino e uma árvore que mostra a generosidade da mãe natureza, além da ambição humana. O menino desfruta de tudo o que a árvore pode oferecer – seus frutos, sua sombra, seus galhos.  Entretanto, a medida que o menino cresce, aumenta sua ganância e assim ele extrapola a exploração dos recursos da árvore. Uma história para exercitar a empatia incentivando nos colocarmos no lugar da árvore.

Indicação de leitura: 4 – 9 anos

Sheldon Allan Silverstein nasceu em Chicago, nos Estados Unidos, em 1930, país em que viveu até sua morte, em 1999. Publicou suas primeiras histórias no jornal militar Pacific and Stripes, enquanto servia o exército na Coreia, nos anos 1950. Em 1961, estreou com o romance Uncle Shelby’s ABZ Book, que despertou a curiosidade de um editor de livros infantis. Dois anos depois, Silverstein lançaria sua primeira publicação para crianças, Leocádio, o leão que mandava bala.

Desde então, não parou de escrever. Muitos de seus livros, como Uma girafa e tanto A parte que falta, foram publicados em dezenas de países. Sua obra mais consagrada é A árvore generosa.

Gostou das dicas? Outras indicações você encontra na Biblioteca Verde para crianças do Educando Tudo Muda, consulte.

Ótima leitura!

Abraços

Ana Lúcia Machado

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS